Mulher que processou Nego do Borel após levar susto morre sem audiência na Justiça

Uma mulher chamada Hilda de Britto Champoudry, que movia na Justiça um processo contra o cantor Nego do Borel, morreu vítima de câncer, aos 62 anos, sem ter o direito de participar da audiência. O que levou Hilda a processar Borel foi ela ter se sentido constrangida pelo artista em um aeroporto e virado chacota na […]